sábado, 11 de março de 2017

Um emaranhando de palavras

  Eu tinha alguns temas para esta postagem (tratamento medicamentoso para transtornos mentais/psicológicos; suicídio virtual; alguns alimentos falsamente saudáveis; aceitação x acomodação...), mas eles exigiriam de mim um pouco mais de tempo, e concentração, do que tenho disponível agora. Sendo assim, falarei  brevemente sobre meus últimos dias e sobre como venho me sentindo.
   Embora me sinta estranha, com aquela sensação de isolamento que descrevi anteriormente, penso que posso dizer que estou bem.
  Desativei Facebook, desinstalei Whatsapp, e tenho mantido contato com pouquíssimas pessoas, confesso que não sinto falta disso, quero dizer, a maioria das pessoas vinha falar comigo  apenas quando queriam 1- desabafar, 2 - pedir favores. As conversas eram vazias, na verdade, tudo era superficial (em se tratando do Facebook), quero dizer, quem (além de mim com meus textos sem sentido)  tem coragem de estampar aquilo de ruim que sente e vivencia, em uma rede social? Então todos sorriem, e todas as fotos são belas, e todas as palavras são felizes, e todos são "amigos", enquanto for conveniente, claro. Acho que é isso, com "isolamento" quero dizer que perdi a energia (se é que algum dia a tive) para manter conversas vazias, sendo virtuais ou reais. E certo, essa parte meio que pode se encaixar na temática de "suicídio virtual".
  Com respeito aos meus últimos dias, não fiz nada de surpreendente. O clima tem oscilado entre nublado/chuvoso e abafado, e ensolarado e abafado. Nada novo para esta época do ano, eu acho. Estou mais tranquila, e tentando (como sempre, aliás) melhorar o que pode ser melhorado.
   Tenho tentado vir aqui com mais frequência, e também comentar os blogs com mais frequência (tive um problema com minha lista de leituras, e acho que perdi algumas publicações.) Preciso organizar o Still I Rise, talvez mudar sua aparência...
   Bem, acho que é isso. Tenho a sensação de que este texto ficou um tanto... apático. Mas espero que possa ter fica compreensível. Obrigada pelos comentários, mesmo. E Luíza, você não tem ideia de como fiquei feliz em ter notícias suas!

* suicídio virtual está relacionado à internet, seria uma "morte" de todos os perfis que uma pessoa mantém online.