sábado, 11 de março de 2017

Um emaranhando de palavras

  Eu tinha alguns temas para esta postagem (tratamento medicamentoso para transtornos mentais/psicológicos; suicídio virtual; alguns alimentos falsamente saudáveis; aceitação x acomodação...), mas eles exigiriam de mim um pouco mais de tempo, e concentração, do que tenho disponível agora. Sendo assim, falarei  brevemente sobre meus últimos dias e sobre como venho me sentindo.
   Embora me sinta estranha, com aquela sensação de isolamento que descrevi anteriormente, penso que posso dizer que estou bem.
  Desativei Facebook, desinstalei Whatsapp, e tenho mantido contato com pouquíssimas pessoas, confesso que não sinto falta disso, quero dizer, a maioria das pessoas vinha falar comigo  apenas quando queriam 1- desabafar, 2 - pedir favores. As conversas eram vazias, na verdade, tudo era superficial (em se tratando do Facebook), quero dizer, quem (além de mim com meus textos sem sentido)  tem coragem de estampar aquilo de ruim que sente e vivencia, em uma rede social? Então todos sorriem, e todas as fotos são belas, e todas as palavras são felizes, e todos são "amigos", enquanto for conveniente, claro. Acho que é isso, com "isolamento" quero dizer que perdi a energia (se é que algum dia a tive) para manter conversas vazias, sendo virtuais ou reais. E certo, essa parte meio que pode se encaixar na temática de "suicídio virtual".
  Com respeito aos meus últimos dias, não fiz nada de surpreendente. O clima tem oscilado entre nublado/chuvoso e abafado, e ensolarado e abafado. Nada novo para esta época do ano, eu acho. Estou mais tranquila, e tentando (como sempre, aliás) melhorar o que pode ser melhorado.
   Tenho tentado vir aqui com mais frequência, e também comentar os blogs com mais frequência (tive um problema com minha lista de leituras, e acho que perdi algumas publicações.) Preciso organizar o Still I Rise, talvez mudar sua aparência...
   Bem, acho que é isso. Tenho a sensação de que este texto ficou um tanto... apático. Mas espero que possa ter fica compreensível. Obrigada pelos comentários, mesmo. E Luíza, você não tem ideia de como fiquei feliz em ter notícias suas!

* suicídio virtual está relacionado à internet, seria uma "morte" de todos os perfis que uma pessoa mantém online. 
 

23 comentários:

  1. "Suicídio virtual" achei bem interessante.
    Sabe Ana, concordo com você.
    E eu provavelmente seja uma dessas pessoas que muitas (ou todas) as vezes te procurava pra desabafar, porque você sempre tinha boas palavras para me dizer. As vezes uma pessoa esta tão afundada nos próprios problemas, que se esquece que pode estar "desgastando" de certa forma, o ouvinte e conselheiro.

    Já pensei inúmeras vezes em sumir com tudo, mas sem alardes, apenas sumir sorrateiramente.

    Na rede, todo mundo é amigo -enquanto tudo está bem, obviamente- e todo mundo é feliz.
    Por isso ainda mantenho minha página -denominada, blog- porque anonimamente você pode se expor mais, ser mais sincero.
    E sincero, é tudo o que você não pode ser hoje em dia.
    Por isso as -e porque não, nós também?- acabam sendo falsas e dizendo aquilo que acham que gostaríamos de ouvir.
    Mas na verdade NINGUÉM se importa.

    Eu gostaria que você aprofundasse mais o tema "Suicídio virtual" quando puder, claro!

    Espero que você esteja bem e se recuperando de tudo, e espero também que possa ter dias mais alegres por aí.
    E falo isso de coração.

    Abraço! <33

    ResponderExcluir
  2. Gostei dessa parada de Suicídio Virtual. As pessoas são mt distantes online, e não tem porque manter contato com gnt qq não tá nem ai pra vc. Eu até comecei a fazer, mas ainda deixei o facebook e o whatsapp pq uso pra faculdade --' infelizmente.
    Bem, sempre precisamos de um momento pra nos isolarmos, espero q depois fique tudo ok!
    Beijos borboleta!

    Lola.

    ResponderExcluir
  3. Todo suicida anseia por vida, e, a crer na mudança, esbanja esperança.
    GK

    ResponderExcluir
  4. Olá Vitoriosa!

    O Still I Rise está na fase azul! ❤

    O pior das redes sociais é que você não pode ser infeliz, porque se você for infeliz e não esconder, eles tiram sua página do ar sem dó nem piedade e mandam você ligar para um telefone de autoajuda!
    Te excluem repentinamente, como se você fosse contaminar os outros usuários!
    Não me parece inteligente isolar alguém que claramente possui problemas psicológicos.
    Não há espaço para tristeza, dor ou sofrimento, nas redes sociais todos têm de fingir uma felicidade permanente, e submeter-se a isso é constrangedor!

    Nunca tive Facebook, Whatsapp ou Instagram, não sinto nenhuma necessidade de interagir em "conversas vazias", como tu escrevestes.
    Eu tive um blog, mas a capacidade de escrever esvaiu-se do meu ser de tal forma que fui obrigada a exclui-lo.

    Quero muito saber sobre suicídio virtual, principalmente para poder ajudar a Sally.
    Como eu poderia ajudá-la a não sucumbir aos comentários maldosos de outrem?
    Como eu poderia impedir que o julgamento virtual de outrem venha a feri-la, sendo que a mesma já sofre de fobia social?
    É um tema difícil, Vitoriosa! Mal posso esperar!


    Beijinhos e boa semana :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Anita, acho que quando você usou as palavras "eles tiram sua página do ar sem dó nem piedade" estava provavelmente se referindo ao blog da Sally.
      Não sei se você percebeu, mas foi ela mesma quem tirou a página do ar.
      E sim, eu fiz ums três comentários lá, inclusive o último post eu fui a única que comentou. E você pode dizer que eu sou uma Cruela Devil, mas isso não importa.
      Lembrei que uma vez eu quaaase excluí meu primeiro blog por causa da Isabella.
      Mas não fiz isso porque EU PERCEBI que minha opinião era mais válida que a dela.
      Só estou comentando isso aqui porque julguei necessário dar essa "satisfação".

      Obrigada por ser a primeira a seguir minha página nova!


      Ps:. Ana A. Me perdoe por falar disso aqui!

      Excluir
    2. Olá Matilda!

      O que está acontecendo contigo hoje?
      Eu visitei o blog da Allissa e você me respondeu lá no blog dela, logo cedo às 04:25 da manhã e ainda me mandou um e-mail com aquilo que eu queria. Ok, obrigada de novo, viu?!
      Eu respondi seu e-mail, agradeci pela gentileza, e também respondi a Allissa que me batizou com muito bom gosto, aquela linda!
      Daí você resolve responder o terceiro e-mail aqui pelo blog da Vitoriosa.
      Por que você fez isso???

      Você está me seguindo virtualmente para dar “satisfações”?
      Que desnecessário!
      Saiba que você não me deve satisfações!
      Somos todas adultas aqui, e quem quer que poste seja lá o que for é responsável pelos próprios atos. Antes de postarmos, usamos nossa consciência para discernirmos o que é certo e o que é errado.

      Eu não sou juíza para lhe julgar, não é do meu feitio julgar as pessoas, e se eu tivesse de lhe dizer algo não teria problema algum em mencionar o seu nome diretamente no seu blog ou no seu e-mail, jamais usaria o blog da Vitoriosa para falar contigo ou chamar sua atenção, não é de bom tom, é desrespeitoso para com ela!
      Então da próxima vez use o e-mail, ok?

      Não tenho problemas em dar nomes aos bois!
      Não me referi a plataforma do blogger, muito menos ao blog da Sally no primeiro parágrafo do meu comentário do blog da Vitoriosa.
      Referi-me ao facebook e ao instagram que costumam excluir páginas que, segundo eles, "vão contra as políticas das redes sociais" dos mesmos, entendeu agora?
      Como por exemplo, o “Magrelas” da Allissa que foi banido e ainda deixaram aquele maldito telefone, lembra?
      Posts depressivos ou que mencionem anorexia ou bulimia não são aceitos por eles, todos têm de fingir uma felicidade constante, e quem não conseguir fingir é "denunciado" e banido por ferir as tais políticas!

      Estou consciente que a Sally excluiu o próprio blog, eu já tive um blog, sei como funciona!
      Mencionei o nome da Sally no último parágrafo do comentário, porque ali sim me referi a ela.
      E se a Vitoriosa puder me ajudar a lidar melhor com a Sally, ficarei eternamente grata sim, não tenho problemas em expressar meu carinho ou minha gratidão, ela é “A VITORIOSA”!

      Ver o nome da Sally nos meus comentários em outros blogs te incomoda? Por quê?
      Sinto muito que haja qualquer atrito entre duas amigas minhas, é de cortar o meu coração!
      Eu já te respondi por e-mail que não irei interferir entre vocês duas, pois as duas são minhas amigas!

      Isabella é uma ótima pessoa, né não?
      Uma vez meu nome foi parar no blog dela por causa de um comentário meu no blog da Beatrix (que excluiu o blog por causa dela); outra vez ouve um conflito com o blog da Allissa onde ganhei o apelido carinhoso de “diplomata”; atualmente ela está com um desentendimento com a Marcy na vida real (espero que se acertem), e agora você me lembra que também já se desentendeu com ela.
      Uai, que pessoa interessante!
      Ser chamada de diplomata pela Isabella realmente foi um elogio, ela é "sincericida", e eu a respeito pela coragem de impor as suas verdadeiras opiniões diretamente e abertamente.

      Sim, eu fui a primeira a seguir seu blog novo, não precisa agradecer, pois foi um gesto de reciprocidade em nome da boa amizade que mantemos há anos!

      Nesta altura do campeonato, a Vitoriosa deve estar entediada com esta “conversa vazia” de nós mortais, que deveria ter sido feita em privado.
      Desculpe-me Vitoriosa, mas essa moça está irredutível hoje hahahahahahahaha!


      Beijos

      Excluir
    3. Ps: Meu teclado está falhando!
      Não é ouve derivado do verbo ouvir, mas houve do verbo haver, o teclado comeu o h, desculpe-me!

      ;(

      Excluir
    4. Pois é minha cara amiga Matilda.

      Você resolve ajudar a pessoa mandando o e-mail da outra na maior boa vontade de manhã cedo, com as melhores das intenções apesar de tudo, mas a pessoa usa isso para te expor ao ridículo tratando-a com ironia e arrogância e no blog alheio sem o menor respeito, e como se a referência aos comentários maliciosos não fossem para nós em blog alheio como uma forma indireta (sim o comentário foi meu, expressei minha opinião e tenho o direito de acreditar ou não no que eu quiser e não estou nem aí para a opinião da moça já que ela não representa nada para mim).

      Peço desculpas por isso, Ana A., que isso tenha vindo parar no seu blog, mas assim como a Anita decidiu tomar as dores da Sally, eu não posso ver a minha amiga sendo ´vítima da ironia da moça de cima mesmo tendo feito a CARIDADE de ajudar ela e a Sally e tendo isso como agradecimento).

      Excluir
    5. Ps: a moça é você mesma Anita

      Sua opinião para mim é papel higiênico.

      Excluir
    6. E só mais uma coisinha sobre a Sally, para morrer de vez com esse assunto: No primeiro comentário que fiz não a chamei de mentirosa, ela mesma se acusou ao insistir que eu chamei e se o tal comentário malicioso foi que não acreditei na história dela, eu NÃO RETIRO porque não sou obrigada a acreditar e não há nada de ofensivo em dizer que não acredita em alguma coisa, continuo não acreditando, ao menos não que as coisas tenham sido DO JEITO que ela contou por inúmeros motivos que não me cabem aqui e NÃO RETIRO nada do que eu disse. Se a Sally não tem maturidade para receber uma crítica não deveria então estar escrevendo em um blog publico porque TODOS NÓS que expomos nossas coisas em redes sociais estamos sujeitos a isso.

      Excluir
    7. Ah e antes que você me venha com a sua típica grosseria, saiba que comentários grosseiros da sua parte não me intimidam nem um pouco, ainda mais vindo de alguém que chegou DEPOIS e não viu o começo da discussão, como a Matilda e a Margô, porque infelizmente apaguei o comentário que deu início a tudo ao ver que ele havia sido mal interpretado. Não é tão inteligente assim falar sobre uma coisa que você nem viu, nem sair chamando os outros de covarde, pra quem acha que sabe tudo. E a Matilda sabe muito bem que quando você disse: "Como eu poderia ajudá-la a não sucumbir aos comentários maldosos de outrem?" foi sobre os comentários dela, MEUS e da Margô, então não venha se fazer de santa e fingir que não mandou indireta.

      Sua grosseria pode intimidar outras pessoas mas a mim não.

      Excluir
  5. Nossa, ah eu acho que essa fase pode ser um pouco por causa da depressão.

    Você não tá afim de conversar com ninguém e prefere compartilhar apenas como se sente e o que está passando com pessoas que entendem do que com quem não está na mesma vibe.

    Eu acho que já cometi suicidio virtual, mas por outros motivos, só que no meu caso foi porque não queria que uma determinada pessoa me achasse e durou pouco, eu gosto de participar de grupos pelo facebook e conhecer pessoas pela internet.

    Tomara que essa fase melhore logo e você consiga sair dessa deprê, ver que existe luz lá fora e que o mundo ainda vale a pena.

    Kisses

    ResponderExcluir
  6. Ps:. Eu uso o blog pelo celular e isso dificulta que eu perceba as mudanças das páginas de imediato.
    Mas agora que vi, não pude deixar de vir aqui dizer que ESTÁ LINDÍSSIMO o seu blog!
    Essas cores mais claras e essaa flores dão uma sensação de calmaria, não sei explicar, eu gostei muito!

    ResponderExcluir
  7. Ana A., achei interessante o assunto sobre suicídio virtual, aguardo também postagens acerca do tema. Eu não conhecia essa expressão, falava sobre isolamento, mas acredito que o suicídio virtual vá além disso.

    Engraçado como é automático o medo de postar o que realmente estamos sentindo, fica parecendo que temos o dever de estar sempre bem, muitas vezes antes de postar alguma frase ou texto eu fico pensando em todos jeitos daquilo ser interpretado :/ triste...

    beijo!

    ResponderExcluir
  8. É difícil ser sincero nos dias de hoje. Há quem faça isso por querer parecer incrívelmente feliz, e há quem faça por querer que as pessoas pensem que você está bem, este é meu caso.

    Também sinto vontade de me esconder, me isolar. A vida não me permite isso.

    Senti muita tristeza em seu seu texto, gosto muito de você. É realmente torço para que as coisas melhorem.

    Sinto falta daquela sua energia em melhorar.

    Se cuida Aninha ❤

    ResponderExcluir
  9. Eu entrei no blog agora e não sei o que se passa com você, mas entendo a sensação de cansaço com todas as conversas sem sentido, de pessoas que irão embora assim que a coisa apertar. Por isso só mantenho contato com poucas pessoas por whatsaspp e falo muito pouco em grupos.
    Vou acompanhar o blog para ver o que mais você posta, e já gostei de você logo de início, muito mais verdadeira do que eu esperava.
    Se cuida Ana.
    lua-de-carmim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. é... tmb não tenho muita paciencia pra internet não.... quer dizer pra falcidade da internet....
    bem... primeira vez aki... ja coloquei vc na minha listinha de leitura... bjos

    ResponderExcluir
  11. ANA A.

    Estou deixando mais um comentário para você aqui, mas para te pedir desculpas pela lavação de roupa suja aqui na sua página, por causa de todo esse mal estar. Lamento muito por toda essa falta de respeito desnecessária com você e vou entender se não quiser mais papo comigo ou não quiser mais que eu visite o seu blog.

    Sugiro que apague esses comentários da sua página, já que eles estão manchando seu blog, eu ia deixar passar a indireta que foi dita, mas como minha amiga Matilda acabou sendo ofendida, não pude deixar de interferir.

    Desculpas mais uma vez.

    ResponderExcluir
  12. Essa coisa de suicídio virtual é bem interessante.. Mas todos temos motivos diferentes para cometê-lo ...

    ResponderExcluir
  13. Eu nao cometi suicidio virtual porque acho isso muito forte e simbolico demais, eu nao quero romper com tanta agressividade como deletar. meu facebook tá lá, desatualizado, abandonado... prefiro ambientes em que posso viver sem mascaras como aqui ou o tumblr ^^ e tambem conversando com os amigos proximos por oiutros meios. Meu celular ainda me incomoda horrores, mas nao consigo larga-lo e perder as discussoes importantes dos grupos de trabalho/estudo(a maioria do conteudo eu ignoro, mas so o trabalho de ter que olhar pra filtrar incomoda...).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gostei de todos os outros temas que voce pensou, aguardo suas palavras sobre o assunto :*

      Excluir
  14. Publicação apática? Que nada! Você acaba de me dar uma ótima ideia para uma próxima publicação, vou falar sobre a vida perfeita nas redes sociais, pois você me conhece muito bem, tínhamos um o Facebook do outros, e por mais que eu só postasse alegria no Facebook, eu não era nem a metade daquilo.

    É bom saber que você tem temas para as publicações, assim isso te motiva a postar, sério, não queria que você abandonasse o bloggers também, mas não vou invadir o seu espaço, ou ficar sempre falando a mesma coisa, por que se não acabo me tornado chato.

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  15. Tenho Facebook só pra ver postagens de humor de algumas páginas, sério, acredite ou não só tenho meu pai de amigo no face e nao posto nada kkkk é bom, melhor q manter uma felicidade superficial comctz

    ResponderExcluir

Retribuirei sua visita e seu comentário assim que possível! :)